“A equidade é um dos princípios pelos quais a GS1 Portugal se rege”

 

Entrevista a João de Castro Guimarães | Diretor-Executivo GS1 Portugal

A terminar mais um ano de desafios, João de Castro Guimarães fala sobre uma das medidas aprovadas em 2018 e que entrará em vigor já a partir de 1 de janeiro do próximo ano: a revisão da política de quotas da GS1 Portugal.

O QUE LEVOU A ESTA ALTERAÇÃO DE QUOTAS?

Enquanto entidade neutra e sem fins lucrativos, a equidade é um dos princípios pelos quais a GS1 Portugal se rege.

Fazendo um breve enquadramento, até 2012, existiu uma quota única de 300€. Uma situação revertida com a criação de cinco escalões de quotização, definidos com base no volume de negócio das empresas. Uma medida que procurou criar uma situação mais justa e equitativa para todos os Associados da GS1 Portugal.

Sete anos após esta medida, verificámos um desajuste na nossa política de quotização devido à evolução do mercado constituído cada vez mais por Pequenas e Médias Empresas (PME), exigindo-nos um enfoque mais acentuado na nossa visão estratégica de apoio a estas emrpesas.

Para responder a esta realidade, a GS1 Portugal procedeu à revisão do valor das quotas da organização dando origem a esta nova política, apresentada e aprovada na Assembleia Geral da GS1 Portugal – Codipor, no dia 29 de março de 2018 com entrada em vigor a 1 de janeiro de 2019.

 

EM QUE CONSISTE ESTA NOVA POLÍTICA DE QUOTIZAÇÃO?

A criação de um novo escalão é a principal medida encontrada para discriminar de forma positiva as micro e pequenas empresas.

Desta forma, a revisão inclui a redução dos valores das quotas para os escalões 1 e 2; a manutenção do valor das quotas anuais das empresas que se encontram nos atuais 2º e 3º Escalões e o aumento dos valores para as empresas que se encontram nos atuais 4º e 5º Escalões, conforme demonstra o quadro abaixo:

Até 31 dezembro 2018 A partir de 1 janeiro 2019
Escalão Volume Faturação Quota Anual Escalão Volume Faturação Quota Anual
1 Até 200.000€ 240€ 1 Até 25.000€ 160€
2 > 25.00 € até 200.000€ 210€
2 > 200.000€ até 1.000.000€ 300€ 3 > 200.000€ até 1.000.000€ 300€
3 > 1.000.000€ até 7.000.000€ 330€ 4 > 1.000.000€ até 7.000.000€ 330€
4 > 7.000.000€ até 40.000.000€ 360€ 5 > 7.000.000€ até 40.000.000€ 410€
5 > 40.000.000€ 390€ 6 > 40.000.000€ 470€

 

ESTA NOVA POLÍTICA TRADUZIR-SE-Á NUM AUMENTO DE RECEITAS?

Pelo contrário. Como referi anteriormente, o nosso objetivo com esta medida é tornar a nossa organização mais justa e equitativa. O resultado desta política traduz-se na redução ou manutenção do valor da quota para cerca de 75% dos Associados da GS1 Portugal – Codipor, tendo como impacto um decréscimo de receitas da organização. Portanto, é uma medida que reforça a nossa génese enquanto entidade sem fins lucrativos que procura ajudar as empresas a melhorar a sua competitividade do mercado empresarial português com especial enfoque nas micro, pequenas e médias empresas.

 

CONSULTE AQUI a notícia informativa, publicada na Edição 5 do nosso Observatório de Tendências