O papel fundamental do gestor de categorias

De acordo com a primeira edição do Estudo dos Níveis de Serviço na área Comercial do setor do Retalho realizado pela GS1 Portugal, o gestor de categorias assume um papel fundamental na relação entre retalhistas e fornecedores na atual dinâmica de mercado. A concorrência intensa e o comportamento exigente do consumidor acentuam a necessidade de colaboração entre parceiros de negócio.

Retalhistas e distribuidores concordam que este profissional deve estar do lado do consumidor, “proporcionando-lhe uma oferta ajustada e uma procura constante de otimização de recursos para resultados cada vez melhores”.

Uma das funções do gestor de categorias é garantir a manutenção de uma relação de cooperação entre retalhistas e distribuidores, certificando-se que os interesses de ambas as partes estão alinhados para explorar todo o potencial possível nesta colaboração.

Estar a par das tendências de mercado e das exigências dos consumidores é essencial para o desenvolvimento da categoria. Segundo um dos participantes do estudo, o grande desafio do gestor de categorias é dar resposta às necessidades do consumidor enquanto desenvolve a categoria de produtos. Para o conseguir é essencial “assegurar uma visão global da categoria, equilibrando todas as variáveis associadas à gestão da mesma e ao desenvolvimento da proposta de valor para os clientes”. Nomeadamente, deve ter em conta “adequação da gama disponível, o posicionamento de preço, a estratégia promocional e a aposta na inovação”.