O RNC está mais funcional

Para melhorar a utilização do Registo Nacional de Códigos – RNC, a GS1 Portugal procedeu a uma mudança sobretudo tecnológica desta plataforma. Desde o dia 30 de setembro, através de uma migração, as empresas podem já criar um GLN[1] de forma autónoma. Em breve será também possível criar e imprimir a etiqueta logística.

Esta atualização foi pensada de forma a capacitar a plataforma para os desafios do futuro e assim dar resposta as necessidades, cada vez mais dinâmicas, das empresas.

A primeira inovação foi a inclusão de uma nova funcionalidade que permite às empresas criarem um GLN sem necessidade de contacto com a GS1 Portugal.

Já prevista está outra funcionalidade que permitirá criar e imprimir a etiqueta logística. Recorde-se que o RNC já permite criar e imprimir os códigos de produtos e caixas. Desta forma, passará a permitir a impressão do código standards para as paletes, ficando disponível para toda a hierarquia do produto (unidade – caixa – palete).

[1] Global Location Number – código GS1 que permite identificar locais